Quer aprofundar seus conhecimentos em mídias sociais?

Os falsos influenciadores digitais se tornaram uma verdadeira dor de cabeça para os profissionais de marketing. Muito propagados e difíceis de identificar à primeira vista, os falsos influenciadores continuam enganando as marcas e lhes custando milhões em investimentos desnecessários.

Quer evitar ser enganado? Então, descubra como sempre fazer parcerias com os influenciadores certos e, assim, gerar resultados incríveis nas suas campanhas de marketing.

Mas por que isso acontece? Como as marcas são enganadas e, principalmente, como identificar esses perfis nas redes sociais? Criamos este conteúdo para ajudar você a fugir e se manter longe das más influências. Tudo pronto? Então, vamos lá!

O marketing de influenciadores está crescendo

O mercado global de influenciadores digitais cresceu de pouco mais de US$ 1 bilhão em 2017 para US$ 1,6 bilhão em 2018, e espera-se que chegue a US$ 2,4 bilhões em 2019, segundo os dados da Mediakix.

Isso significa que, entre 2017 e 2019, as empresas terão aumentado seus gastos com influenciadores de mídias sociais em cerca de 250%. Não é para menos, visto que eles impactam até 49% dos jovens, e estão em segundo lugar no poder de tomada de decisão para a compra de um produto.

Impressionante, não é mesmo?

Contudo, mesmo que os orçamentos de marketing dos influenciadores estejam aumentando, nem todo o dinheiro está sendo bem gasto.

Na verdade, uma parte considerável dos orçamentos de marketing das empresas vai para os chamados falsos influenciadores de mídia social que, em resumo, são pessoas que compram seguidores falsos para parecerem famosos. Falsos influenciadores também são notórios por criar interesses falsos — algo que discutiremos com detalhes mais adiante.

Infelizmente para as empresas, os falsos influenciadores estão espalhados amplamente por toda a indústria. Keith Weed, o CMO da Unilever, afirmou que aproximadamente 40% dos influenciadores comprou seguidores falsos em algum momento.

Isso significa que as empresas que colaboram com os influenciadores provavelmente estão perdendo dinheiro com usuários com falsos seguidores. E se você está investindo em marketing de influência, corre o risco de ser enganado também.

Então, como ficar longe de falsos influenciadores? O primeiro passo é aprender quem eles são e de onde eles vêm.

A ascensão dos Falsos Influenciadores: Quem, Onde e Como

Vamos dar uma olhada mais de perto em quem são os influenciadores falsos de mídia social. Influenciadores falsos são pessoas ou contas falsas que construíram um grande número de seguidores comprando-os ou usando bots.

Mesmo que comprar seguidores possa parecer um processo caro e complicado, na verdade é mais barato e mais fácil do que você pensa.

Por exemplo, alguns sites oferecem 15.000 seguidores do Instagram com um único clique por pouco mais de R$ 229,90. Você também pode postar uma imagem falsa e comprar likes falsos com pacotes de meros R$ 49,90.

Imagine que você quer se tornar um falso influenciador do Instagram, com 30.000 seguidores e 250 curtidas em cada uma das dez primeiras postagens. Com esses serviços, você pode atingir facilmente a sua meta por apenas R$ 509,70.

No Brasil, um influenciador com mais de 100 mil seguidores recebe entre R$ 5 mil e R$ 10 mil por publicação patrocinada. Esse valor pode aumentar se o influenciador fizer mais de um post, gravar stories e utilizar hashtags.

Essa soma é muito maior do que você investiu na criação do seu perfil — o que explica por que tantas pessoas estão interessadas em se tornar falsas influenciadoras ou em ter perfis falsos de influenciadores.

Agora, você pode estar se perguntando há quanto tempo esta fraude está acontecendo.

Ela tem acontecido desde que os primeiros serviços de venda de seguidores e likes falsos apareceram, o que já faz bastante tempo. Por um longo tempo, porém, a questão de comprar seguidores e engajamento foi mantida por debaixo dos panos.

Os proprietários de perfis falsos aproveitaram-se da falta de experiência das marcas com o marketing de influenciadores e os enganaram em colaboração paga. Como resultado, muitas empresas acabaram pagando para promover seus produtos ou serviços em contas falsas.

Uma discussão maior sobre falsos influenciadores de mídia social veio à tona no verão de 2018, quando a Unilever anunciou que estava tomando providências para não trabalhar com influenciadores com falsos seguidores e bots. A decisão da empresa colocou essa questão no centro das atenções e fez com que as marcas questionassem a qualidade dos influenciadores com os quais estavam trabalhando.

A conversa em torno de influenciadores falsos aconteceu na hora certa, já que o problema claramente se descontrolou. De acordo com a pesquisa da empresa antifraude Sway Ops, ao analisar um único dia de publicações no Instagram com as hashtags #sponsored ou #ad foram observadas mais de 50% de interações falsas.

Além disso, mais de 15% dos influenciadores que assinam conteúdo patrocinado nunca criaram um post original.

Como isso é possível? E como as marcas ainda caem na armadilha dos falsos influenciadores?

Como os falsos influenciadores criam falsos interesses

Já explicamos como os influenciadores falsos enganam as marcas usando métricas de mídia social distorcidas, como número de seguidores e interações. Mas há mais um truque nas suas mangas que eles usam para enganar as marcas: inventando interesses falsos.

Os falsos influenciadores de mídia social são ótimos na criação de perfis atraentes em torno de interesses específicos. Eles sabem exatamente como criar biografias atraentes usando hashtags relevantes, e postar visuais de alta qualidade abordando tópicos populares, como moda, beleza ou viagem.

A agência de marketing de influência Mediakix criou uma conta falsa no Instagram para demonstrar como é fácil se tornar um falso influenciador digital. Uma olhada no perfil e você pode pensar que a conta é legítima, mas na verdade é completamente falsa.

Como você pode ver, o perfil é limpo e organizado. Isso se deve, em grande parte, ao uso de bancos de imagens, o que é uma prática comum entre os influenciadores falsos. Graças à seleção de imagens gratuitas, eles são capazes de criar perfis com aparência profissional em torno de interesses específicos. Atraindo a atenção das marcas, eles fecham negócios lucrativos facilmente.

Mas isso não é tudo. Há mais uma maneira de os falsos influenciadores usarem interesses falsos para enganar as marcas.

Alguns influenciadores falsos criam perfis em torno de interesses específicos, mas não conseguem gerar engajamento suficiente. Assim, para aumentar artificialmente o volume de interações, os influenciadores falsos publicam conteúdo não relacionado à área usual de interesses, e isso os ajuda a aumentar sua taxa de engajamento.

Como isso funciona na prática?

Por exemplo, um influenciador pode postar conteúdo sobre skateboarding, que não interessa seu público. Então, para ganhar mais interações, o influenciador publica ocasionalmente sobre um jogo de computador recém-lançado, que é um tema quente nas mídias sociais. Como resultado, o volume de interações gerais do influenciador aumenta, fazendo com que as marcas pensem que ele é um influenciador de skate realmente popular.

Evidentemente, alavancar interesses falsos é uma ferramenta poderosa nas mãos de falsos influenciadores de mídia social.

Há ainda outro tipo de falso influenciador de marketing: o de negócios fake.

Muitos influenciadores publicam falsos conteúdos patrocinados usando hashtags características (como #ad e as hashtagas de marcas), embora nunca tenham feito nenhum negócio com as marcas que estão aparentemente promovendo.

Os influenciadores afirmam que seguem essa prática para aumentar seu valor como potenciais parceiros de negócios. Eles acreditam que um grande portfólio de envolvimentos comerciais os ajuda a conseguir mais campanhas que, naturalmente, se traduzem em mais dinheiro.

Mas se os falsos influenciadores estão armados com métricas falsas, interesses e negócios para enganar as marcas, os profissionais de marketing podem contra-atacar? E, se sim, como?

A seguir, vamos dar uma olhada em algumas táticas.

Como identificar falsos influenciadores de mídias sociais

Saber identificar os falsos influenciadores é absolutamente essencial para que o marketing de influência funcione para o seu negócio. Por quê? Isso ajudará você a usar seu orçamento com os influenciadores certos, atender aos objetivos de sua campanha de influenciadores e aumentar o ROI (retorno de investimento).

Aqui estão 7 táticas comprovadas sobre como identificar influenciadores falsos e não errar no Instagram.

1. Meça o volume de engajamento do influenciador em relação ao número de seguidores

Uma das maneiras mais eficazes de identificar influenciadores falsos é calcular sua proporção entre interações e seguidores.

Se um influenciador tem uma grande audiência, mas poucas interações, há uma chance de ele ou ela ter seguidores falsos.

Para poder avaliar o engajamento de um influenciador em relação ao tamanho de seu público, observe o número de interações por 1.000 seguidores. Essa métrica não apenas ajudará você a entender imediatamente a taxa de engajamento de um influenciador, mas também a comparar facilmente a eficácia de diferentes influenciadores.

2. Verifique a robustez dos interesses do influenciador

Como mencionamos, o volume geral de interações não é um indicador confiável de que o influenciador é real ou que ele é um bom match para o seu público.

Para se certificar de que você fazendo parceria com um influenciador legítimo, examine a força dos seus interesses. Em outras palavras, verifique em quais interesses eles estão recebendo a maior parte de seu engajamento.

Digamos que você esteja procurando por um influenciador de viagens. Você encontra um que tenha um grande número de interações, mas apenas em postagens sobre produtos de maquiagem. Tal influenciador certamente não é alguém com quem você deveria trabalhar.

Por quê? Simplesmente porque eles não estão recebendo interações consistentes em tópicos importantes para você, o que significa que não serão eficazes para sua empresa.

Se você quiser aproveitar ao máximo o marketing de influenciadores, escolha sempre os influenciadores que estão gerando interações em interesses relevantes.

3. Olhe para a consistência das publicações do influenciador

Falsos influenciadores digitais costumam publicar várias vezes quando criam seu perfil para torná-lo crível. Depois disso, eles publicam conteúdo em intervalos irregulares ou param de publicar completamente.

Os influenciadores autênticos publicam conteúdo regularmente para envolver e aumentar o público. É por isso que a falta de consistência de postagens no perfil do influenciador é uma grande bandeira vermelha que mostra que eles são pouco profissionais ou falsos.

4. Verifique o crescimento do número de seguidores do influenciador ao longo do tempo

Observar o crescimento do número de seguidores do influenciador ao longo do tempo pode ser muito revelador. Os influenciadores genuínos terão um crescimento constante de seguidores, já que eles consistentemente constroem suas audiências ao longo do tempo.

Os falsos influenciadores, por outro lado, são caracterizados por mudanças incomuns no tamanho do público. Eles podem experimentar enormes surtos de seguidores (ou perder em grande quantidade também) depois de comprar um pacote de seguidores falsos ou usar aplicativos de seguidores em massa.

5. Veja se o influenciador se envolve em conversas com seus seguidores

O principal objetivo dos verdadeiros influenciadores é construir uma comunidade leal e engajada em torno de um interesse compartilhado. É por isso que eles frequentemente conversam com o público e respondem ativamente às perguntas e aos comentários de sua comunidade.

Se um influenciador permanece em silêncio e nunca responde ao seu público, é um sinal de alerta mostrando que ele pode ser falso.

6. Certifique-se de que o influenciador tenha um perfil comercial no Instagram

Se você pretende fazer uma parceria com os influenciadores do Instagram, verifique se eles têm um perfil empresarial.

Por quê? Um perfil do Instagram Business permite que os influenciadores monitorem suas principais métricas, como visitas a perfil e engajamento, e as apresentem às marcas interessadas em colaboração.

Um influenciador que não tem uma conta comercial no Instagram não consegue provar sua eficácia. Além disso, também é provável que eles estejam tentando esconder das marcas seu fraco desempenho. Em qualquer caso, um influenciador que não esteja monitorando seu próprio desempenho não é digno de confiança e é provável que ele seja falso.

7. Pesquise o influenciador no Google

Pesquisar o influenciador no Google é uma ótima maneira de verificar se eles estiveram envolvidos em alguma campanha no passado.

Basta digitar o nome do influenciador na barra de pesquisa e ver que tipo de resultado aparece. Você pode ver suas publicações patrocinadas, artigos descrevendo seu envolvimento em campanhas publicitárias ou entrevistas? Esses são todos os sinais de que o influenciador é provavelmente autêntico.

DICA: Para uma rápida visão geral das marcas que já trabalharam com o influenciador, use ferramentas. Existem aplicativos em que você pode ver todas as empresas que mencionaram o influenciador nas mídias sociais, bem como as marcas mencionadas pelo influenciador. Assim, você pode analisá-lo com um relatório completo em mãos.

Há dois pontos que você precisa prestar atenção ao pesquisar o influenciador no Google.

1. o influenciador pode não aparecer nos resultados da pesquisa se não for famoso ou seguido o suficiente.

2. sempre verifique qualquer informação sobre as campanhas em que o influenciador participou. Isso é crucial, já que o envolvimento comercial anterior não descarta a possibilidade de que um influenciador seja falso. Existem marcas que gastaram muito dinheiro com influenciadores com seguidores falsos.

Em resumo, o Google pode fornecer muitas informações sobre o influenciador. Mas é sempre melhor analisar também as métricas mencionadas acima para verificar suas descobertas.

Como encontrar influenciadores autênticos para o seu negócio

Agora que você sabe quem são os falsos influenciadores de mídia social, como eles funcionam e como identificá-los, é hora de responder à pergunta mais importante: como você encontra influenciadores autênticos para o seu negócio?

Use uma ferramenta de monitoramento de mídias sociais para descobrir influenciadores, acompanhar suas métricas de desempenho e verificar se eles engajam o público-alvo em tópicos relevantes para sua empresa. Com elas, você tem acesso a um amplo banco de dados de perfis de influenciadores que você pode pesquisar por número de seguidores, interesses, localização, idade e gênero.

Você também pode refinar sua pesquisa usando hashtags e menções. Por exemplo, digamos que você é um dono de restaurante que procura trabalhar com influenciadores de gastronomia usando uma hashtag popular. Ao digitar a hashtag na barra de pesquisa, você terá uma visão geral instantânea dos influenciadores que codificam o conteúdo com #comidasaudável, por exemplo.

Depois de filtrar os influenciadores mais adequados às suas necessidades, você verá o perfil deles com as suas principais métricas.

Como você já sabe, essas métricas são especialmente importantes para entender se o influenciador é autêntico ou não. Existem dois critérios que o ajudarão a identificar imediatamente os influenciadores de mídia social falsos: o número de interações por 1.000 seguidores e o número de postagens.

Imagine que, durante a pesquisa do influenciador, você encontrou um perfil que tenha um volume assustadoramente baixo de interações e postagens. É um sinal de que o influenciador é altamente ineficaz ou falso — o que significa que é melhor ignorá-lo e continuar sua busca por influenciadores reais.

Agora, imagine que você encontrou um perfil com uma taxa de numero de seguidores e interações que parecem estar no ponto. A conta pode ser promissora! Mas, sendo o profissional de marketing que você é, você quer verificar se o influenciador é 100% legítimo.

E é aí que o social media analytics entra em cena.

Usar plataformas de verificação de perfis como Hypeauditor, Ig Audit, Socialbakers, FanpageKarma e outras permite acompanhar mais detalhadamente as métricas de desempenho do influenciador. Por exemplo, você pode monitorar o crescimento do número de seus seguidores, a frequência de postagens, a evolução das interações, o conteúdo patrocinado ou as postagens mais bem-sucedidas — e todas essas métricas mostrarão de forma mais completa a atividade e a eficácia do influenciador.

Entretanto, o melhor disso tudo é que a análise lhe dará a confirmação definitiva da autenticidade do influenciador. Ela também permitirá que você invista na parceria com as pessoas certas, para que você não perca tempo e recursos preciosos com os falsos influenciadores de mídia social.

Por último, mas não menos importante, certifique-se de que o influenciador esteja gerando interações no conteúdo em torno dos interesses que são importantes para você. Dessa forma, você pode escolher seu influenciador com confiança e, dessa forma, saber que será bem-sucedido com a sua audiência.

Invista e não desista

O marketing de influência é uma boa estratégia para promover seu negócio para novos públicos. Portanto, não deixe que os falsos influenciadores de mídia social o impeçam de atingir essa meta!

Ao aplicar as táticas discutidas neste artigo — como analisar as métricas de desempenho do influenciador — você pode identificar facilmente os perfis falsos e colaborar com os influenciadores genuínos que trarão resultados concretos para o seu negócio.

Você já teve alguma experiência com influenciadores? Já se deparou com perfis sedutores de falsos influenciadores digitais? Comente e compartilhe a sua história!

 

Categorias:

Quem escreveu este post?

Mariana Klein

Fundadora da Petit Mídias Sociais, Professora de Marketing Digital e Consultora de Mídias Sociais com mais de uma década de experiência.

Sou Mestre em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e minha especialidade é   Performance de Campanhas em Mídias Digitais (Social Ads, Google Ads, Native Ads), com mais de 250 clientes já atendidos em toda a América Latina.   Sou professora há quase 20 anos, atualmente na disciplina de  Marketing Digital na Especialização em Comunicação e Marketing Estratégico  (Faculdade Senac Porto Alegre) e na disciplina de  Métricas de Mídias Sociais no MBA em Mídias Sociais Digitais  (Universidade Franciscana – Santa Maria / RS). 

Quem escreve o blog?

Oi, eu sou a Mariana Klein, fundadora da Petit Mídias Sociais.
Sou Mestre em Administração pela Univ. Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e minha especialidade é Performance de Campanhas em Mídias Digitais, com 250+ clientes já atendidos na América Latina.
Sou professora (há 20~ anos), atualmente leciono as disciplinas de Marketing Digital e Métricas em Mídias Sociais em programas de Pós-Graduação  em Comunicação e Marketing Estratégico (Faculdade Senac Porto Alegre) e no MBA em Mídias Sociais (Universidade Franciscana – Santa Maria / RS), respectivamente.

Instagram
Fazer 𝘂𝗺𝗮 𝗯𝗼𝗮 𝗹𝗶𝘀𝘁𝗮 𝗱𝗲 𝗲𝗺𝗮𝗶𝗹𝘀 é essencial para sua #EstratégiaDeEmailMarketing dar certo. Por isso, é preciso construí-la organicamente, com a autorização dos contatos, e fugir de artimanhas como a compra de listas prontas, que só trazem prejuízos.⁣
Com um bilhão de pessoas usando o Instagram todos os meses, ele é uma 𝗽𝗹𝗮𝘁𝗮𝗳𝗼𝗿𝗺𝗮 𝗰𝗼𝗺 𝗴𝗿𝗮𝗻𝗱𝗲 𝗽𝗼𝘁𝗲𝗻𝗰𝗶𝗮𝗹 𝗱𝗲 𝗥𝗢𝗜. Mas para colher os frutos, você não precisa apenas de um público, você precisa de envolvimento (comentários, compartilhamentos, curtidas, etc.).⁣
Mais uma vez o 𝐖𝐡𝐚𝐭𝐬𝐀𝐩𝐩 está no topo do ranking dos apps mais populares no Brasil. De acordo com os dados do Digital in Brazil 2021, do We Are Social e Hootsuite, ele é o 2° app mais usado por aqui - 91% das pessoas usam o app mensalmente. Ele fica atrás apenas do YouTube (96%). Depois deles estão o Facebook (89%) e o Instagram (86%).⁣
Muito mais que uma plataforma de compartilhamento de fotos, o Instagram lançou uma tonelada de 𝗿𝗲𝗰𝘂𝗿𝘀𝗼𝘀 𝗽𝗮𝗿𝗮 𝗮𝗷𝘂𝗱𝗮𝗿 𝗮𝘀 𝗲𝗺𝗽𝗿𝗲𝘀𝗮𝘀 𝗮 𝘃𝗲𝗻𝗱𝗲𝗿 𝗱𝗶𝗿𝗲𝘁𝗮𝗺𝗲𝗻𝘁𝗲 𝗱𝗼 𝗮𝗽𝗹𝗶𝗰𝗮𝘁𝗶𝘃𝗼.⁣
Você sabia que ⅓ dos 𝗜𝗻𝘀𝘁𝗮𝗴𝗿𝗮𝗺 𝗦𝘁𝗼𝗿𝗶𝗲𝘀 mais vistos são de empresas? Que 50% 𝗱𝗮𝘀 𝗲𝗺𝗽𝗿𝗲𝘀𝗮𝘀 𝗻𝗼 𝗜𝗻𝘀𝘁𝗮𝗴𝗿𝗮𝗺 𝗻𝗼 𝗺𝘂𝗻𝗱𝗼 𝗶𝗻𝘁𝗲𝗶𝗿𝗼 𝗰𝗿𝗶𝗮𝗺 𝗽𝗲𝗹𝗼 𝗺𝗲𝗻𝗼𝘀 𝘂𝗺 𝘀𝘁𝗼𝗿𝘆 𝗽𝗼𝗿 𝗺𝗲𝗻𝘀𝗮𝗹𝗺𝗲𝗻𝘁𝗲? Que 96% dos profissionais de #Marketing entrevistados pelo Facebook nos EUA têm planos de continuar usando anúncios em histórias nos próximos seis meses?⁣
𝗖𝗵𝗲𝗴𝗮 𝗱𝗲 𝗳𝗶𝗰𝗮𝗿 𝗲𝗺 𝗽â𝗻𝗶𝗰𝗼 𝗰𝗼𝗺 𝗮𝘀 𝗺𝗲𝗻𝘀𝗮𝗴𝗲𝗻𝘀 𝗿𝗲𝗰𝗲𝗯𝗶𝗱𝗮𝘀 𝗽𝗲𝗹𝗮𝘀 𝗿𝗲𝗱𝗲𝘀 𝘀𝗼𝗰𝗶𝗮𝗶𝘀! 😱 Mensagens automáticas podem te ajudar a conversar melhor com o consumidor, mas há alguns detalhes que você precisa considerar:⁣
É hora de deixar pra trás o "não faço ideia do que escrever". Você está preparada para criar anúncios, páginas de venda, posts e e-mails com base em dados e foco em conversão?
𝗤𝘂𝗮𝗹𝗾𝘂𝗲𝗿 𝗽𝗲𝗿𝗳𝗶𝗹 𝗽𝗼𝗱𝗲 𝘀𝗲 𝗶𝗻𝘀𝗰𝗿𝗲𝘃𝗲𝗿 𝗽𝗮𝗿𝗮 𝘀𝗲𝗿 𝘃𝗲𝗿𝗶𝗳𝗶𝗰𝗮𝗱𝗼 𝗻𝗼 𝗜𝗻𝘀𝘁𝗮𝗴𝗿𝗮𝗺. O processo de solicitação é até simples. 𝗦𝗲𝗿 𝗮𝗽𝗿𝗼𝘃𝗮𝗱𝗼 é 𝗼 𝗰𝗼𝗺𝗽𝗹𝗶𝗰𝗮𝗱𝗼. Veja como solicitar o selo:⁣
Em dezembro/2020, principalmente na semana do Natal, a Knewin (empresa de monitoramento de notícias e #MídiasSociais) verificou os assuntos mais comentados no Twitter. Vem ver o que mais repercutiu.