fbpx

Quer se aprimorar em mídias sociais?

Microcopy - Imagem ilustrativa com o título do post

Copywriting é uma das habilidades essenciais para o profissional de marketing que quer conquistar seu espaço. Com o processo de copywriting você pode escrever textos que convertem em múltiplas plataformas. Seja site, e-mail, página de vendas, anúncio ou post de mídias sociais.

Mas e quando você precisa escrever um texto pequeno, como um story do Instagram? E quando você precisa construir aquela frase curta para chamar a atenção de quem está rolando a tela sem parar?

Nessas situações você precisa de microcopy, que é o copywriting para textos pequenos (ou minúsculos). Afinal, quando você tem um limite de caracteres, cada palavra conta e pode fazer a diferença.

Se você quer aprender mais sobre microcopy e conhecer algumas dicas que vão te ajudar a selecionar e usar as palavras perfeitas para chamar a atenção, é só continuar lendo este post.

Antes de começar, que tal recordar o tamanho ideal dos textos em diferentes plataformas?

Qual é o comprimento ideal dos posts nas redes sociais?

Se você é meu aluno já sabe que minha resposta para essa pergunta vai ser: depende. Sim, eu sei que como seres humanos nós vamos buscar um parâmetro (meio mágico) que nos indique o que fazer. Mas você precisa lembrar que, dependendo do público para o qual você escreve, textos mais curtos podem fazer mais sentido. Ou não. Talvez seu público tenha uma maior interação com textos mais longos.

Então, ao invés de buscar uma fórmula mágica, teste diferentes comprimentos de posts nas redes sociais e analise as métricas para entender o que funciona para cada caso.

Dito isso, deixa eu te apresentar alguns dados que podem te ajudar a começar a desenhar seu teste de comprimento do post.

No Facebook, pesquisas mostram que 40 a 80 caracteres costumam ter melhor resultado. (A frase anterior tem 82 caracteres, para você ter uma ideia do quanto escrever).

E quando falamos de anúncios o ideal é ainda menor. Um estudo do AdEspresso descobriu que 5 palavras é o tamanho de títulos de anúncios com melhor performance.

No Instagram você pode escrever textos loooooooongos. O limite de caracteres passa de 2 mil. Mas, como eu disse ali em cima, o tamanho ideal é aquele que tiver melhor performance com seu público.

Um estudo da Social Report, por exemplo, descobriu que textos com menos de 125 caracteres performam melhor no Instagram.

Isso sem contar as hashtags, que idealmente vão girar entre 4 a 9 para trazer resultados.

No Pinterest você tem dois textos para acompanhar sua imagem ou vídeo. No título você pode escrever até 100 caracteres e na descrição até 500. Mas é bom observar que na exibição do feed as pessoas verão 50 a 60 caracteres do seu título. Ou seja, vale investir no microcopy quando você for publicar seus pins.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o comprimento dos posts de redes sociais, vamos falar sobre microcopy e algumas dicas.

Lembre que essas dicas vão apenas se adaptar à sua estratégia de marketing digital, sem nada de novo, ok?

Na microcopy, comece pelo texto

Você começa a criar seus posts escolhendo uma imagem ou o texto? É comum começar pela imagem, especialmente quando o cliente tem fotos profissionais dos seus produtos.

Mas e se você começasse pelo texto?

Sou suspeita para falar sobre essa tática, porque por aqui é assim que as pautas são criadas, primeiro o texto e depois as imagens. O passo a passo é o seguinte:

Passo 1. Planeje o que você precisa dizer. Basicamente, defina o tema da publicação.

Passo 2. Selecione as palavras a usar. Ou seja, coloque seu post no papel (ou na tela hehehe), já planejado para transmitir o máximo com menos palavras.

Passo 3. Planeje o design do post. Seja criado por você ou por um outro profissional, agora sim, é que você vai escolher imagens, templates e outros detalhes.

Passo 4. Agende ou publique. Pronto! Seu post pode ser agendado ou publicado.

 


 

Acompanhe as tendências

Antes de começar a escrever sua microcopy vale a pena dar uma olhada nas tendências que envolvem o tema da sua publicação. Você pode acompanhar os assuntos mais falados do Twitter, dar uma conferida na guia Explorar do Instagram, usar o Google Trends e outras plataformas que ajudem você nesse processo.

 

Outra razão para fazer essa pesquisa é poder descobrir se há alguma hashtag em alta para aquele tema. Ou, ainda, se há alguma palavra ou expressão específica que você também pode incorporar no seu conteúdo.

Isso vai ajudar você a criar conteúdos relevantes e memoráveis.

E por falar em hashtags, vamos ver alguns detalhes delas.

Aumente a descoberta com hashtags e palavras-chave

Mas, Mari, quer dizer que além de pensar em copywriting preciso me preocupar com palavras-chave?

Sim, queride padawan.

É claro que, algumas vezes, você vai optar por colocar o resultado do copy em primeiro lugar. E tá tudo bem. Mas na maior parte do tempo o seu texto precisa, além de encantar e converter, facilitar a descoberta por novos consumidores.

Então, considere as características de cada plataforma e avalie se você precisa pensar com cuidado nas palavras-chave, nas hashtags ou nas duas ao mesmo tempo.

Microdicas de Microcopy. Dica 1: Use palavras em maiúsculo para destacar. Dica 2: Deixe linhas em branco entre parágrafos para melhorar a leitura. Dica 3: Use emojis e marcadores para melhorar a leitura.

Encontre as palavras certas para usar na sua microcopy

São tantas palavras, tantas possibilidades, que a gente fica até perdida, não é? A boa notícia é que o uso delas já foi analisado e temos listas de palavras e expressões que geram mais conversão.

Assim, se você não tem certeza de quais palavras fazem seu leitor converter e precisa escrever uma microcopy, comece com essas palavras aqui:

  • Você
  • Gratuito
  • Porque
  • Instantâneo
  • Novo

 

E, então, chega o momento de estruturar seu texto

Uma das grandes questões ao escrever uma microcopy é saber quando usar suas palavras mais chamativas. Elas devem aparecer no começo, no meio ou no final?

A melhor forma para decidir é pensar que você precisa guiar seu leitor pelo seu texto. Então, primeiro você precisa chamar a atenção.

E, para chamar a atenção, você pode usar uma daquelas palavras que convertem no começo ou começar já com sua mensagem mais importante. Ou os dois ao mesmo tempo, por que não?

Depois de ter capturado a atenção do seu leitor, você vai construir sua sequência com informações importantes, em frases curtas, usando palavras que geram conversões. E, sempre que possível, termine de forma gloriosa, com uma frase que resuma o seu texto e leve o leitor a realizar uma ação.

Outra forma de capturar a atenção do seu leitor é…

Usar fórmulas de copywriting testadas e aprovadas

Existem várias fórmulas de copywriting que você pode usar na sua microcopy. No meu curso de Copywriting, inclusive, eu apresento várias delas — e não só para textos, mas também para a sequência de apresentação de informações, como uma sequência de e-mail marketing.

Esses modelos foram testados e funcionam. Você só vai ter que entender quais formatos funcionam melhor com o seu leitor.

Se — então

Como você deve imaginar, esta fórmula começa com um “se”. E é seguida por um “então”. Por exemplo:

“Se você quer entregar resultados melhores para seus clientes, então você precisa aprender o que eu ensino na Formação em Social Media”.

A maioria das pessoas…

Essa fórmula é chamativa porque ela mostra que, infelizmente, a maioria das pessoas faz alguma coisa errada. Mas tudo bem! Sua oferta está aqui para ajudar as pessoas a corrigirem a rota. Por exemplo:

“A maioria das pessoas pensa que qualquer usuário de redes sociais pode ser um social media. E aí elas tentam fazer de qualquer jeito e não alcançam resultados”.

Imagine se…

Outra ideia chamativa é incitar o leitor a sonhar com seu futuro. E essa fórmula existe para isso. Por exemplo:

“Imagine se você pudesse ajudar pequenas e médias empresas a alcançarem seus objetivos comerciais por meio das mídias sociais”.

Ponte entre o antes e o depois

Eu particularmente gosto muito dessa fórmula. Ela consiste em mostrar como a vida do leitor é agora e como ela pode ser melhor, usando sua oferta como ponte entre esses dois pontos. Por exemplo:

“Você já fez vários cursos curtos de copywriting e não se sente segura para oferecer esse serviço. Com meu curso de Copywriting para Canais Digitais você vai finalmente dominar o processo de copywriting. E ainda terá acesso a todos os guias e modelos que vão te dar segurança para conquistar clientes”.

Essas são apenas algumas das fórmulas que você pode usar. E, claro, você também vai precisar saber o que passa pela cabeça do seu leitor, o que faz com que ele decida clicar e comprar e, ainda, quais palavras ele usa para se referir à sua oferta.

Se você quiser aprender o processo de Copywriting para escrever cada vez melhor, clique aqui e conheça meu curso completo.

Deixe aqui seu comentário

Quem escreve o blog?

Oi, eu sou a Mariana Klein, fundadora da Petit Mídias Sociais.
Sou Mestre em Administração pela Univ. Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e minha especialidade é Performance de Campanhas em Mídias Digitais, com 250+ clientes já atendidos na América Latina.
Sou professora (há 20~ anos), atualmente leciono as disciplinas de Marketing Digital e Métricas em Mídias Sociais em programas de Pós-Graduação  em Comunicação e Marketing Estratégico (Faculdade Senac Porto Alegre) e no MBA em Mídias Sociais (Universidade Franciscana – Santa Maria / RS), respectivamente.

%d blogueiros gostam disto: